Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

angie's blog

angie's blog

angie's blog

28
Mai17

Dublin

Angela

Faz agora um mês estava em Dublin. Fomos lá para comemorar o terceiro aniversário de casamento e havia também alguma curiosidade de conhecer a Irlanda. E o  resultado é bastante positivo. Tivemos a oportunidade de conhecer Dublin e ainda visitar outros locais, como outros pontos turísticos e a cidade de Cork.

A viagem começou com uma primeira experiência: ficar alojados recorrendo ao AirBnb. Foi de facto a opção mais barata (os hotéis eram muito caros), mas correu muito bem. O quarto, apesar de pequeno, era confortável e quem nos acolheu foi muito simpática, facilitando a comunicação o facto de ser brasileira. Tivemos também pequeno almoço e um WC só para nós. Foi também bastante positiva a experiência.

Em relação ao que visitámos, bem, muita coisa! Algumas coisas só por fora, mas há imensas coisas para ver! Na maioria dos dias estava muito nublado, característica normal. Apanhámos um dia de chuva, mas nos últimos dias este sol!

Todos os irlandeses que tivemos a oportunidade de falar, foram todos muito simpáticos. E realmente há muitos ruivos! Visitámos Castelos, a fábrica da cerveja Guiness (que não gostei..), passeámos no Temple Bar!

Aqui ficam algumas imagens que retratam aqueles dias em Dublin. Foi muito, muito bom! E é tão enriquecedor conhecer e ver outras coisa!

 

16
Mai17

Dia da Família

Angela

Parece que ontem foi o Dia da Família. Eu não tenho uma família muito grande. Sou filha única, três tios e mais alguns primos. E aqueles com quem realmente convivo são poucos. As circunstancias da vida acabam por afastar algumas pessoas e nas relações familiares é muito comum isso acontecer, quer seja por razões de distancia, de zangas ou partilhas. Tenho algumas lembranças de momentos vividos com a família, mas a maioria foram quase sempre com os meus pais. E apesar de apenas três, tenho imensas recordações, coisas que me enchem a alma de amor.

Para mim, a minha família são os meus pais a que se juntou o P. São eles os meus pilares. Tenho outros familiares que gosto muito muito, alguns deles como irmãos, mas estes três são de facto o meu porto seguro. Há depois a "outra família", a que escolhemos, os amigos que, felizmente, sei que posso contar com eles, que também me suportam nos bons e maus momentos.

E numa altura como esta, em que o meu pilar mais velho está doente, passam todos os pensamentos pela cabeça. Coisas menos boas que não queremos pensar e que não quero pensar.

O que sei é que temos de aproveitar todos os momentos com as pessoas que gostamos, a nossa família, dizer que gostamos delas, para que estejamos sempre de coração cheio. E eu quero fazer isso: dizer às pessoas que gostamos delas, mostrar o nosso amor e amizade, não perder tempo com parvoíces ou discussões parvas. Por a família é tudo!

 

family.PNG

 

12
Mai17

O que é uma música festivaleira?

Angela

Todos os anos acontece a mesma coisa: ganha uma música que não agrada a muita gente. Ora porque é muito mexida, ou é muito parada, ou a cantora nao canta bem, ou é demasiado show off. Nunca é consensual, e acredito que nunca será pois cada um tem o seu gosto.

Quando o Salvador ganhou, muitas críticas se levantaram, e creio que essas críticas fizeram com que muita gente tivesse curiosidade em ouvir a musica e bem..depois de ouvir não podiam deixar de concordar que é uma música bonita. Mas depois diziam: não é festivaleira.Mas o que é isto da música ser festivaleira? É que não percebo. Já levámos ao festival músicas com mais ritmo, mais mexidas, com bailarinos e pirotécnia.

Resultou? Não.

E porque raio é que esta não há-de resultar? Porque somos logo tão negativos à partida, não temos orgulho naquilo que vamos apresentar?

Espero que amanhã corra bem. Que fiquemos orgulhosos da nossa prestação que, a bem ou mal, foi escolhida para representar o nosso país. E depois de assistir à primeira meia final e ver algumas das actuações que por lá passaram, prefiro sem sombra de dúvida a nossa!

Era lindo ouvir amanhã "twelve points goes to Portugal!"

30
Abr17

Dublin

Angela

Estou em Dublin há uns Dias em comemoração do 3° aniversário de casamento. E por aqui está frio, muito frio! Mas estou a gostar muito da cidade, acho que faz parte o cinzento da mesma. Assim que regresse, partilharei fotos!

17
Abr17

Olé olé

Angela

É por estas e por outras que as claques têm a fama que têm. De pessoas arruaceiras, que gostam de violência, sem fair-play ou respeito pelos outros. Pode ser uma generalização. Acredito que seja. Mas o que se vê e ouve é que as claques ou grupos organizados estão cada vez menos pacíficos.

E não apenas em Portugal. Em todos os países, há pessoas que, pertencendo a grupos organizados, os desvirtuam, tiram aquilo que seria uma festa. Não entendo. Não percebo a piada de ir ver um jogo, qualquer que seja a modalidade, e ser melhor meter-se com os adversários, chamar-lhes nomes, do que apoiar o clube. Não consigo perceber mesmo!

O desporto só perde com isso. É muito bonito quando corre bem, quando há "coreografias" ensaiadas que ficam lindas nos estádios, mas quando são violentos, todos se demarcam e não se revêm com isso. Mas há que pensar que muitas vezes são os próprios jogadores/dirigentes que ateiam o rastilho da confusão. Os adeptos mais parvos ferrenhos só põem em prática a sua estupidez...

Mas isso não é apoiar o nosso clube. Pelo menos para mim não é.

14
Abr17

Valência

Angela

No início de Março tirei uns dias de férias e rumei a Valência. Não era propriamente uma cidade sobre a qual tivesse grandes expectativas, mas surpreendeu-me.

Em primeiro, apanhámos um tempo muito bom. Houve dias que estivem 27º. No início de Março!! Depois, é uma cidade que tem bastante para ver. Tem a Cidade das Ciências, com edifícios enormes, em tons claros e imponentes. Lá podemos visitar o Museu das Ciências que é muito giro porque tem muitas experiências que podemos fazer.

Em Valência está também localizado o maior Oceanário da Europa. Estivemos lá quase o dia todo!! Tem um aquário com um túnel, onde íamos passando rodeados de tubarões e muitas variedades de peixes.

Depois há a zona mais histórica, com a Catedral e as ruas pequenas, cheias de lojinhas e coisas para ver. Tem ainda um grande jardim que atravessa a cidade praticamente desde a zona mais moderna até à zona mais histórica. É um espaço muito agradável.

Valência tem ainda a zona de praia, que em Março já tinha algumas pessoas deitadas a apanhar sol.

Tivemos ainda a sorte de apanhar as Fallas, festejos tipicamente valencianos, em que assistimos a apresentações de pirotecnia.

Foram dias muito cansativos (estes passeios são sempre) mas que valeram muito a pena. Deu ainda para comer a tradicional Paella Valenciana, umas tapas espanholas e provar a bebida tradicional de Valência, Horxata (uma espécie de leite, tipo leite de amêndoa, mas com um fruto seco típico da região).

WP_20170309_006.jpg

 Um dos lados da Cidade das Ciências

WP_20170312_006.jpg

O outro lado

DSCF0173.JPG

 A catedral de Valência

WP_20170308_006.jpg

 O Oceanário.

WP_20170309_022.jpg

WP_20170310_002.jpg

WP_20170310_028.jpg

 Quem for a Valência, não se irá certamente arrepender!!

09
Abr17

Lazy sunday

Angela

Acordar mais tarde!

Passar a ferro.

Fazer o almoço.

Continuar a passar a ferro.

Ter ali mais roupa a secar para depois passar a ferro.

De resto: estou refastelada no sofá, já que tou constipada, entupida, mouca e cheia de tosse...

 

Ah rico domingo soalheiro!!